PUBLICIDADE

Savate sobre Joana: “Se por 20 mil euros as pessoas são capazes de manipular e descartar as pessoas, então por 50 mil…”

Bruno Savate e Joana colocaram um ponto final na relação. O concorrente de Rio Tinto admitiu que estava inseguro e instável e que a medicação da depressão estava a deixar de ter efeito, tendo uma nova recaída.

PUBLICIDADE

Depois da desistência de Gonçalo, Savate desabafou com Noélia sobre o fim do namoro.

“Eu não vou cair mais no erro. Eu disse-lhe que aqui dentro não dá, vamos tentar ser amigos um do outro e, lá fora, se tivermos que ser namorados, fazemos as coisas lá fora porque estamos sem pressão de jogo, porque aqui dentro ela está-me a causar instabilidade emocional. Ela sabe perfeitamente o que eu tenho, ela sabe que eu tenho uma depressão, ela sabe que me cansa o cérebro com as discussões que ela origina e, mesmo assim, ela continua. Quem gosta não faz isso”, atirou.

O concorrente viu Joana a entrar na sala e decidiu provocar. “Se por 20 mil [euros] as pessoas são capazes de manipular e descartar as pessoas, então por 50 mil davam tiros uns aos outros, havia facadas aqui dentro. Se por meia dúzia de trocos, são capazes de deturpar a realidade… Eu não gosto do jogo de pessoas que usam o deitar abaixo a imagem das pessoas lá para fora, sou contra isso“.