PUBLICIDADE

Savate recorda morte do gato Rocky: “Parte de mim foi com ele…”

Os concorrentes do Big Brother leram alguns poemas e fizeram paralelos com a realidade. Na altura, Bruno Savate emocionou-se com o poema ‘Ausência’ de Sophia de Mello Breyner Andresen, lembrando o seu gato Rocky.

PUBLICIDADE

“Num deserto sem água
Numa noite sem lua
Num País sem nome
Ou numa terra nua
Por maior que seja o desespero
Nenhuma ausência é mais funda do que a tua”, dizia o poema.

Savate recordou a morte do seu gato, que considerava como um filho. “Isto tem muito a ver com a minha vida. Isto faz-me lembrar o Rocky, era mais que um filho para mim. Era tudo para mim e a ausência dele foi parte de mim que foi com o Rocky. Este poema vou atribuir a mim e ao meu Rocky”, disse, emocionado.

Vê aqui o momento