PUBLICIDADE

Rui Pinheiro revela curva da vida: “Andava um bocado à procura do vazio: drogas, alcool, sexo…”

Rui Pinheiro revelou esta segunda-feira a sua curva de vida, onde contou algumas situações que marcaram a sua infância.

PUBLICIDADE

“O meu pai não era muito presente nem um marido. A minha mãe basicamente suportava a parte da nossa educação e, neste momento, tenho uma ligação muito maior com a minha mãe. Nesta altura, tínhamos alguns problemas financeiros e também por causa disso foi um despoletar da depressão da minha mãe. E foi até quando ela sofreu uma paralisia cerebral“, afirmou.

Rui Pinheiro revelou ainda que “chegou a trair“ e que teve uma vida de excessos quando ingressou na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra em 2008. O fim ditou na sua depressão.

“Saia muito à noite, estudava um bocado em cima da hora mas conseguia-me sempre safar. Neste momento, não me sentia bem quando estava sóbrio. Comecei a utilizar algumas coisas que não me orgulho muito e isto fez com que ficasse um bocado deprimido. Queria sair e apanhar umas mocas. Andava um bocado à procura do vazio: drogas, alcool, sexo e então foi isto que me levou um bocado para baixo. Estava muito magro nesta altura, já quase nem conseguia falar sem tossir e depois comecei a ter umas areias nos rins“, contou.

O facto de ter entrado numa companhia aérea ajudou Rui Pinheiro que mais tarde decidiu estudar em Lisboa para investir no ginásio e no cuidado no corpo.

PUBLICIDADE
Sugestões para ti