PUBLICIDADE

Rui chora ao despedir-se de Débora: “Nem sei o que é viver este programa sem ter a Débora…”

Débora foi a concorrente expulsa com 57% dos votos perdendo o lugar na final para Rui Pinheiro. No momento da revelação os dois concorrentes que estavam cada vez mais cúmplices não esconderam a tristeza de se verem separados a cinco dias da final.

PUBLICIDADE

Rui Pinheiro despediu-se da colega incrédulo com a decisão dos portugueses, dado que Débora era apontada como uma das potenciais vencedoras.

O concorrente acabou por se emocionar e entre abraços, Débora e Rui trocaram beijos.

No pós gala, Débora deixou uma mensagem aos concorrentes e Rui Pinheiro não escondeu as lágrimas.

“Se estiverem a ouvir esta mensagem é porque já não faço parte do vosso team de finalistas, com muita pena minha, mas foi tudo ótimo. Levo esta experiência para a minha vida, gostei muito de todos estes últimos momentos convosco, saí de coração cheio, muito feliz. Pronto, olhem, alguém tinha que sair, foi um bocadinho ‘morrer na praia’…” começou por dizer Débora.

“Acho que merecíamos todos estar muito orgulhosos e é isso eu estou mesmo muito feliz, espero que vocês também estejam. Que se divirtam os últimos dias. Espero que não sido assim tão chatinha, como vocês dizem, estou a brincar, espero que estes dias tenham sido leves que não tenham sentido nada de menos positivo com a minha presença (…) cá fora vou estar à vossa espera. (…) Desejo tudo de bom para vocês, que se divirtam nos últimos dias, que deem o máximo e que ganhe o melhor. (…) Beijinhos para todos e um beijinhos ainda mais especial para ti Pinheirinho, na boca. Fico cá fora a torcer”, disse a concorrente.

Emocionado, Rui Pinheiro confessou estar agradecido com o companheirismo da colega.

“Foi o que eu disse ali na sala de perigo, senti logo: ‘O quê? Nem sei o que é viver este programa sem ter a Débora em cima de mim, por assim dizer’. Tenho de lhe agradecer por isso, porque realmente é verdade quando ela disse que me tinha puxado para cima, independentemente da maneira que foi, fez com que eu interagisse mais.”

“Muitas das coisas que eu consegui mostrar aqui foi porque ela puxava por mim, estava comigo, queria falar comigo, queria dizer coisas, queria repetir-se ao expoente da loucura. Independentemente do que fosse, isso fez com que eu tivesse que interagir com ela e a maneira de eu ser aqui também foi muito à custa dela. Por isso eu tenho que lhe agradecer imenso. Senti mesmo um sabor agridoce que nunca senti desde que estou aqui dentro, quando ela foi a expulsa. Acho que estava muito mais conformado do que ela, apesar da minha felicidade de ter sido salvo, houve realmente uma tristeza por ela ir embora e quero agradecer-lhe, sei que nem sempre fui o mais queridinho do mundo, é a minha maneira de ser.” acrescentou o nortenho.

“Vamos ser amigos lá fora, isso é certo e agradeço-lhe imenso por este percurso e emocionei-me um bocado sim senhora. Que estupidez, agora estou sempre a chorar”.

PUBLICIDADE
Sugestões para ti