PUBLICIDADE

Rosa Villa recorda passado ligado às drogas: “Pensas que não prestas para nada”

Rosa Villa esteve esta quinta-feira no programa da SIC ‘Casa Feliz’, à conversa com João Baião e Diana Chaves.

PUBLICIDADE

A atriz esteve a recordar o período em que lutou contra a toxicodependência e as consequência que a adição teve na sua carreira.

“Chegas a um ponto em que já não consegues esconder e baixas os braços e entregas-te a quem possa cuidar de ti e ajudar-te a tratar desse problema que é a adição. É uma doença grave da qual as pessoas não têm noção”, disse.

“As pessoas acham que é o bêbado ou o drogado. Não! A adição é uma doença, que pode ser de drogas ou de álcool, mas pode ser de outra coisa, como comida ou jogo. Há muitas formas de adição, mas a dos consumos é, realmente, muito complicada”, contou Rosa Villa.

“Sou uma pessoa muito ansiosa. Hoje em dia menos, porque, também, aprendi a conhecer-me. Depois há as tuas fragilidades, não te convidam para trabalhar e pensas que não prestas para nada… Isto era tudo uns ‘se’ na minha cabeça horríveis… É uma luta interior e começas a apoiar-te na adição, porque te solta. Ficas mais solto, encaras a vida de outra forma. Claro que é uma primavera [instantânea], porque, depois, o inverno é tenebroso. E passei por fases muito complicadas, mesmo. Fiz tratamentos”, afirmou Rosa Villa.