Rogério Samora: “Quem está a respirar é um ventilador…”

Rogério Samora continua internado no Hospital Amadora Sintra, depois de ter sofrido uma paragem cardiorrespiratória durante as gravações da novela “Amor Amor”, da SIC. O ator continua com prognóstico reservado mas a família não perde a esperança numa recuperação.

PUBLICIDADE

Família de Rogério Samora não perde a esperança: “Vamos ter Fé e acreditar que tudo vai correr bem”

O neurocirurgião Bruno Lourenço Costa explicou à TV Guia os procedimentos que estão a ser feitos para salvar a vida do ator.

“Uma paragem cardiorrespiratória de 15 minutos implica um risco significativo de haver lesões cerebrais irreversíveis mas o aspeto positivo é que a paragem cardiorrespiratória foi revertida. A partir do momento em que o coração e a respiração param, o cérebro é o órgão que está em risco. Deixa de receber o sangue que precisa para funcionar e para sobreviver“, conta.

“O pior que pode acontecer é haver lesões tão graves e irreversíveis que, em qualquer circunstância, o cérebro nunca recuperará e isso é incompatível com a vida. Aí as medidas de suporte de vida são paradas“, acrescentou.

“Quem está a respirar é um ventilador e, eventualmente, algum suporte da função circulatória. São medidas extremamente agressivas. São benéficas a curto prazo mas a longo prazo também estão associadas a muitas complicações. É preciso atingir um equilíbrio entre maximizar o efeito benéfico e minimizar os efeitos negativos“, afirmou ainda Bruno Lourenço Costa.

PUBLICIDADE
  Sugestões para ti