PUBLICIDADE

Ricardo em risco de expulsão após polémica: “Não vi e não consigo ver qualquer maldade naquilo…”

Ricardo teve uma conversa polémica esta segunda-feira com Bruno sobre o envolvimento com Joana. O concorrente deu a entender que já tinha havido “festa” mesmo sem consentimento da namorada.

PUBLICIDADE

A indignação instalou-se nas redes sociais e a TVI e a Endemol viram-se obrigados a reagir à polémica.

O Big Brother pronunciou-se sobre o assunto através de uma repreensão aos concorrentes. No final, acabou por castigar Ricardo, tirando a liderança e uma nomeação direta.

“Que fique claro que um ato dessa natureza seria motivo para expulsão direta sem nenhum tipo de hesitação. Na minha casa há um protocolo rígido e rigoroso no que ao envolvimento íntimo entre concorrentes diz respeito, é um protocolo do conhecimento de todos vocês desde o momento em que souberam que vinham para a minha casa”.

“Eu tenho pena que, na nossa sociedade, ainda existam mentalidades que pensem que aquilo que eu disse foi de verdade. Nem consigo perceber bem onde é que as pessoas conseguem ver maldade. O Bruno estava numa brincadeira vestido de padre exorcista, numa brincadeira plena, perguntou-me de pecados“, começou por dizer Ricardo, justificando-se.

“Falando um pouco sem tabus, eu disse que não tinha [pecados], ele disse que toda a gente estava a dizer o mesmo, que eu tinha que dizer algum. Falei naquilo que nós chamamos o número 3 aqui em casa, que é a masturbação, que penso que deveria ser um tema que devia ser abordado com mais leveza daquilo que é e sem tantos tabus como é feito e abordei aquela piada que dizem ‘na minha casa há festa às 10 da noite, quer esteja o companheiro ou não’ e eu disse que teria festa na cama, sem ninguém se aperceber, incluindo a Joana“, explicou.

“E isso, pelos vistos, foi levado como se eu tivesse feito uma agressão sexual à Joana. Faz-me confusão falar sobre este tema porque sou pai, tenho dois filhos e o facto de algumas pessoas terem levado isto para esse lado, deixa-me envergonhado à frente do Francisco e do Martim, apesar de saber que a minha família, os meus amigos e eles os dois também me conhecem bem, sabem perfeitamente o que eu sou, sabem perfeitamente que isso não tem qualquer tipo de sentido. Nunca sequer insinuei que obriguei a Joana ou tive alguma tentativa de… a Joana sabe perfeitamente, as pessoas cá em casa também sabem perfeitamente, as pessoas que me conhecem sabem, o Big mais que ninguém sabe porque vê tudo“, acrescentou.

“Não vi e consigo ver qualquer maldade daquilo que eu vi porque passei o tempo todo a dizê-lo a rir-me e a olhar para o Fábio e nunca, em momento algum, foi uma conversa séria, foi um ato sério, um ato pensado, nem sequer fiquei a pensar nisso porque não teve valor nenhum“, garantiu.

“O que chocou foi o facto de eu ter dito que ninguém se aperceberia nem a Joana e que fazia os dois sinais de consentimento para a câmara, penso que tenha sido o mais chocante. Mas, se isso é o mais chocante, eu peço desculpa à Joana, porque é a principal lesada nisto porque passa por esta situação desnecessariamente, aos meus filhos, aos meus pais, ao meu irmão, à minha família, aos meus amigos“, afirmou.

“Tenho pena que realmente haja pessoas mais sensíveis às brincadeiras e foi uma conversa de 20 ou 30 segundos que, pelos vistos, deu que falar. Não peço desculpa a quem tirou as conclusões erradas e quem fez disto um drama, a essas pessoas não peço desculpa, peço-lhe é que tenham alguma consciência de que criticar gratuitamente e arranjar formas de criticar sem tentar perceber o grau de seriedade da situação, que pensem que isso pode afetar também quem está deste lado“.

PUBLICIDADE
Sugestões para ti