PUBLICIDADE

Quintino Aires sobre homossexuais: “Na marcha vão meio nus lamber-se todos e a seguir aumentam o número de infeções…”

Quintino Aires esteve esta terça-feira no Extra do Big Brother e foi bastante polémico nas suas declarações. O psicólogo criticou Bruno e sua causa da doação de sangue por parte de homossexuais que levou à Assembleia da República.

PUBLICIDADE

“Acho que é um ato perigosíssimo o que ele fez e sem lógica nenhuma, como hoje em dia temos muito ativistas que são apenas gente inconsciente que não sabe o que está a fazer… é importante que os ativistas se informem“, começou por afirmar.

“De facto os homossexuais eram muito mais promíscuos. Aliás, continuam a querer mostrar a sua promiscuidade quando têm aquela vergonhosa marcha da vergonha porque o facto de eu ser homo orientado… Somos três irmãos, as minhas duas irmãs são hetero orientadas, eu não tenho nenhum orgulho porque eu não tenho nada de superior em relação ao facto de elas serem hetero orientadas“, disse.

“E repare que quando se faz a marcha, em que maioritariamente vai meio nus lamber-se todos e a seguir aumentam o número de infeções, já toda a gente sabe, e a DGS sabe disso. Portanto quem não quer se louco, que não lhe vista a pele“, acrescentou.

“Quando aparece um miúdo irresponsável, deixe-me invocar a Constituição Portuguesa para dizer o que vou dizer, uma bicha desocupada, a achar-se o herói da rotunda e que foi acabar com a discriminação contra a homossexualidade, não foi isso que foi fazer…“.

No Twitter, os fãs do programa mostraram-se indignados com o discurso proferido e manifestaram-se com uso da hashtag #VergonhaTVI e com comentários nos perfis de Cristina Ferreira e do Big Brother.