PUBLICIDADE

Morreu Cláudia Amaral, a jovem portuguesa que parecia ter mais de 100 anos

Cláudia Amaral, a jovem portuguesa que sofria de progeria, morreu esta sexta-feira, 19 de novembro, aos 23 anos.

PUBLICIDADE

A condição genética faz com que os pacientes envelheçam sete vez mais depressa e afeta cerca de 400 pessoas em todo o mundo.

Nas redes sociais, Cláudia Amaral tinha deixado um desabafo.

Lê aqui:

“Só um desabafo antecipado.. 💬

Por vezes é isso.. A vida é um sopro.
Por vezes nós, humanos, que estamos a desperdiçar o melhor que a vida tem para nos oferecer.
Por vezes somos só nós com o orgulho na frente de tudo.
Na tentativa de apagarmos um passado evitamos a presença, evitamos os lugares, as recordações.
Muitos de nós vivemos de memórias, na esperança de que um dia tudo vai dar certo. Tudo vai ficar bem.
Na verdade passou mais um dia, uma noite, mais uma semana, até 1 ano, e nada.. Nada se alterou. Só mesmo a saudade. Que a cada dia cresceu mais e mais. Por escolha ficou ali a morar até sempre.
A vida? A vida é isto.. É um sopro.
Nós somos feitos de pele, carne e osso. Não de outra forma. Somos feitos de sentimentos, recordações, memórias. Uns vão e outros vêm. Somos todos uma passagem neste mundo redondo ao qual chamamos Terra.
Um dia quero ser recordada assim.
Um dia quero que saibam que não poderia ter sido de outra forma.
Um dia? Um dia eu quero que saibam que não há, nunca houve mágoas comigo.
Nunca houve arrependimentos.
Valorizo cada um de vocês. Sou grata por tudo e por todos.
Sorri, vou sorrir e sorrirei sempre. Porque a esperança é sempre a última a morrer. 😚

Quem sabe, vai sentir da mesma forma que eu senti ao deixar-vos isto aqui.. Assim.

A vossa,
Cláudia 🤍”

PUBLICIDADE
Sugestões para ti