PUBLICIDADE

Maria Vieira arrasa Rita Pereira e sai em defesa de André Ventura: “Faz parte das marionetes ao serviço do sistema”

Rita Pereira reagiu à condenação de André Ventura e mostrou-se feliz pela decisão do tribunal em não dar seguimento ao recurso do caso das declarações do líder do Chega, quando se referiu a uma família do Bairro do Jamaica, com quem o Presidente da República tirou uma selfie, como um grupo de “bandidos”.

PUBLICIDADE

“Estou muito bem impressionada, muito bem impressionada MESMO. Não deveria, eu sei, deveria ser ‘normal’, mas é tão raro um crime racial ganhar em tribunal que… e ainda mais sendo um desfavor de alguém num cargo político: esta família do bairro da Jamaica acabou de ganhar um processo contra um político”, começava por escrever a atriz. “Fez-se justiça no Supremo Tribunal. É importante assinalar quando a justiça em Portugal funciona”, concluiu.

André Ventura deu resposta à atriz: “Mas também de quem confundiu a iluminação da lua com a de um estádio de futebol, desta cabeça não se pode esperar grande coisa. A Rita Pereira passou demasiado tempo fora de Portugal e não sabe muito bem o que se passa em muitas das nossas cidades e bairros problemáticos”, comentou à Flash!.

Maria Vieira, que foi eleita deputada pelo Chega, recorreu às redes sociais para criticar Rita Pereira.

LÊ AQUI:

“Só trabalhei com a Rita Pereira uma única vez, num filme que rodámos juntas há uns tempos atrás – «Portugal Não Está à Venda». Nessa altura constatei que a Rita era uma pessoa simpática, humilde e trabalhadora e tive a oportunidade de mencionar isso mesmo na minha página de Facebook após o final das filmagens.

Reconheço que a Rita tem as suas limitações como atriz, eu própria também terei as minhas e acho que ela é sobretudo uma figura mediática que faz folhetins televisivos mais ou menos medíocres, à semelhança de tantas outras pessoas que fazem o mesmo que ela, sem no entanto terem tanta projeção mediática como ela tem, se bem que isso valha o que vale…

É claro que não fiquei surpreendida pelas disparatadas declarações dela sobre a recente condenação do Dr. André Ventura face a alegadas acusações de racismo, até porque à semelhança de todos os «artistas» que trabalham na TV e que dela dependem para botar comida na mesa ou para fazer viagens ás Maldivas, ela tem que dizer os disparates e os lugares-comuns anti-CHEGA e anti-Ventura do costume, porque isso faz parte da agenda fofinha das marionetes ao serviço do sistema, mas devo no entanto lamentar que esta gente se manifeste sem saber o que diz, sem conhecer o processo em causa e sem sequer ter conhecimento de que o Supremo Tribunal de Justiça simplesmente não admitiu, por razões processuais, o recurso do CHEGA e do seu presidente.

Mas enfim, que mais esperar da «cabeçita» de uma «mecinha» muito fofinha e muito progressista que resolveu comemorar uma alegada «condenação por crime racial» sem fazer ideia daquilo que está a comemorar? Cá pra mim, a Ritinha podia muito bem abrir as portas da sua alegre casinha, acolher, alimentar e financiar a malta fofinha do Bairro da Jamaica e da Quinta da Fonte e, porque não, levá-los a todos de férias até à Venezuela, a Cuba ou à Coreia do Norte!

Parafraseando o Dr. André Ventura: “Acho que namorar com um francês não lhe está a fazer bem. Falta-lhe mais Portugal”, até porque “PORTUGAL NÃO ESTÁ à VENDA”!😉😁

PUBLICIDADE
Sugestões para ti