PUBLICIDADE

Luís Franco-Bastos responde ao jornalista francês: “Mas ele vai para a rádio vestido como o Tarzan. Quem é que está pior?”

Luís Franco-Bastos, humorista português, decidiu responder ao jornalista francês da RTL, na sua rubrica ‘Informação Privilegiada’ na RFM. Recorde-se que o jornalista francês gozou com os portugueses e com a forma de vestir de Cristiano Ronaldo, dizendo estar desiludido com a experiência no nosso país.

PUBLICIDADE

“Sucede então que fomos gozados, todos nós enquanto país, por uma rádio francesa, a RTL […] Eu vi a crónica dele, achei alguma graça, soube encaixar, porque acho que é importante sabermos rir de nós próprios, agora eu acho que é importante dar aos franceses a oportunidade de se rirem deles próprios. Pela descrição eu acho uma pena ele não ter saído de Alfornelos, acho que Portugal tem mais para ver…“, explicou.

“Fui investigar, vi várias fotos e tenho a dizer que não recebo dicas de pessoas que, tal como ele, usam colares de madeira. É um homem de meia idade que vai para a rádio com um colar de madeira ao pescoço. Portanto, quer dizer, nós estamos em 2008, mas ele vai para rádio vestido como o Tarzan, quem é que está pior?”, questionou, em tom de brincadeira.

O humorista relatou a experiência que teve ao chegar a França no dia dos atentados do Charlie Hebdo, em que encontrou militares com coletes à prova de bala. Luís Franco-Bastos ironizou referindo que prefere chegar a um país em que se use roupa de 2008 do que a França em que a liberdade de expressão do “século XVI”.

A vitória de Portugal no Europeu 2016 foi tema, com o humorista a referir-se ao “bom gosto” de Cristiano Ronaldo a posar com o troféu.

Durante a rubrica, ouviu-se o hino francês, mas no fim, a música foi outra, com Luís Franco-Bastos a pedir para que oiça o hino português ou melhor, o relato do golo de Éder na final do Euro 2016.