PUBLICIDADE

Joana Seixas acusa “diretor de ficção de um canal televisivo” de assédio sexual

Sofia Arruda deu o mote para se falar em assédio sexual depois de ter revelado ter sido afastada de um canal de televisão por recusar as investidas de um superior. Outros casos vieram a público.

PUBLICIDADE

Desta vez foi a atriz Joana Seixas que se juntou às denúncias feitas pelas figuras públicas. Em entrevista ao Expresso, a atriz revela que foi vítima de assédio sexual por parte de “um diretor de ficção de um canal televisivo”.

O homem em questão terá tentado marcar um encontro com a atriz e um “famoso ator brasileiro” através do número direto da atriz, dado sem autorização. 

“E chegaram a tentar combinar um encontro comigo num lobby de hotel, ao qual eu não cedi. Travei todos os avanços e os discursos diretos e inoportunos que me chegaram a fazer, que não davam espaço para dúvidas quanto ao propósito de ambos”, recordou.

“Eles acharam que poderia ser uma presa fácil porque tinha acabado de me divorciar”, afirmou.