PUBLICIDADE

Joana responde a Gonçalo, após acusações: “Não consegues ver uma mulher a ganhar?”

Gonçalo Quinaz confrontou Joana sobre a sua aproximação a Bruno Savate no inicio do programa. O ex-futebolista considera que a jovem de Cascais se aproximou do concorrente de Rio Tinto por interesse no jogo, por terem os mesmos adversários.

PUBLICIDADE

“Acho que, desde o dia 3 que aqui entrámos, o condutor do camião foi o Savate para a Joana, que como estava deslocada, sem jogo, sem saber por onde se virar, aproveitou a semana com o Savate, decidiu começar a jogar para perceber que podia ter aqui um aliado“, atirou.

“Neste momento, vejo que a dada altura do jogo o Bruno distraiu-se e a Joana começou a conduzir o camião e, ao conduzir o camião, muita coisa se alterou. E aquilo que eu pretendo é que o Bruno volte a pegar num volante, porque sou amigo do Bruno e que ele sim merece estar ao volante de um camião“, afirma.

Joana reagiu às palavras do colega de casa, afirmando que não se “vende por proteção”.

“Eu não me vendo por proteção, nunca na minha vida me vou relacionar com um homem para ter proteção, para me guiar ou coisa parece. Vamos lá ver uma coisa, eu gosto do Bruno, temos jogos completamente independentes”, disse.

“Não consegues ver uma mulher a ganhar? A conduzir? Então tem a ver com o quê, com uma questão de princípios, ideias e valores?”, questionou, irritada.

Vê aqui

Na sequência dessa conversa, na festa desta quarta-feira, Joana recusou tréguas insinuando que Gonçalo a apelidou de “p*ta”. Sabe mais aqui