PUBLICIDADE

Io Appolloni arrasa Sara Barradas: “Levava porrada se aparecesse…”

Io Appolloni falou à revista TV7Dias sobre a morte de Maria João Abreu e ainda sobre a revolta com Sara Barradas, depois do filho ter sido vítima das burlas da mãe da atriz.

PUBLICIDADE

“Quando soube da notícia da morte da Maria João, eu não chorava, eu berrava. Devo ter repetido umas 30 vezes “não é justo”. Fiquei revoltada, com raiva”, admitiu à TV7Dias.

“Não é justo morrer com esta idade. Com 57 anos, não é justo. Eu tinha uma grande admiração por ela”, acrescentou.

A atriz italiana assumiu ainda a “raiva” com Sara Barradas, filha de Felisbela Dias, depois desta ter defendido a mãe que foi presa, juntamente com o companheiro João de Almeida, por várias burlas, uma delas ao filho de Io Appolloni, Bruno Appolloni.

“Fiquei com raiva a essa miúda por estar a defender a mãe. Se eu tivesse uma mãe assim, cuspia-lhe na cara (…) Uma filha a apoiar a mãe. Isso não. Vais apoiar a tau mãe, que é vigarista?”.

A atriz considera que Sara Barradas fez bem em não comparecer no funeral de Maria João Abreu, deixando no ar algumas ameaças.

“Alguma vez ia aparecer no funeral? Levava porrada se aparecesse. Como é que alguma vez poderia aparecer no funeral?”, atirou.