PUBLICIDADE

Helena Laureano sem trabalho e com dificuldades económicas: “Quando chegamos a este ponto é dramático”

Helena Laureano foi entrevistada por Manuel Luís Goucha. A atriz acabou por admitir que sente uma pressão em relação ao seu comportamento, devido à forma como várias vezes foi mal entendida pelo público. 

PUBLICIDADE

“Tenho medo. É preso por ter cão e preso por não ter. Se estou mais estourada ou a brincar é porque não sei o quê, se estou quieta é porque é não sei quê mais…”, desabafa. 

“Eu sou eu. Sempre fui assim. As pessoas não me conhecem, não me compreendem. Não mata, mas mói”, confessou.

A artista falou ainda que cresceu no meio de uma família conservadora.

“O meu era um bocadinho conservador, o meu pai educava o meu irmão e a minha mãe educava-me a mim. Tanto que o meu primeiro namoro, que foi com o Luís Pedro…namorei dos 16 até aos 24 anos com o mesmo rapaz. Depois casámos e ao fim de dois meses ele estava em casa do primo. Casámos porque os nossos pais não nos deixavam juntar”, atirou.

Helena referiu ainda que está a passar por uma fase complicada por não ter ofertas na área da representação.

“Eu queria mesmo era trabalhar, porque a vida… Eu já tentei por umas moedas num vaso com areia, mas não dá…”.

“Nós, atores, vivemos da representação. Alimenta-nos a alma. Mas, neste momento, já não é só para alimentar a alma, é para pagar as minhas contas. E quando nós chegamos a este ponto é dramático”, disse.

“Neste momento, é mesmo uma questão de sobrevivência. E acreditar que sou atriz. Eu sou atriz. Não percebo…”, lamentou.

PUBLICIDADE
Sugestões para ti