PUBLICIDADE

Fátima Lopes quebra silêncio e fala sobre saída polémica da TVI: “Somatório de desconsiderações e desvalorizações…”

Fátima Lopes saiu da TVI depois de ter sido afastada das tardes para dar lugar a Manuel Luís Goucha. A apresentadora ia estar à frente de um projeto aos sábados à noite, do estilo “Perdoa-me”, mas não aceitou as condições contratuais.

PUBLICIDADE

O caso gerou polémica, e na altura, Cristina Ferreira garantiu à imprensa: “Não mexemos um cêntimo no ordenado da Fátima Lopes”.

Fátima Lopes quebrou agora o silêncio e em entrevista à Sábado esclarece que não tinha condições para aceitar a proposta.

“O que me foi proposto não tinha condições para eu aceitar e saí. Só posso dizer que representava uma vez mais um decréscimo no que estava a receber”.

“Nos últimos dois anos não fui feliz na TVI (…) As pessoas têm de ser bem tratadas e comigo houve um somatório de desconsiderações e desvalorizações. Se eu não tivesse autoestima, se calhar ficava, mas felizmente tenho consciência do meu valor como profissional e como pessoa”.

Fátima Lopes falou ainda do projeto “Conta-me” e como ficou magoada. “Fiquei muito feliz porque o projeto nasceu comigo e tinha a minha imagem. Só que afinal não ia ser só eu, ia ter outros colegas (…) e recusei-me a apresentar. Chega!”.

A apresentadora recordou ainda que em 2019 sofreu um corte no ordenado, de cerca de 30%. “O argumento era a frágil situação financeira da empresa. Fui solidária e aceitei, na esperança de que, quando a empresa recuperasse, me repusessem o que tinha sido cortado. A verdade é que o tempo foi passando e ninguém tocou mais no assunto”.