PUBLICIDADE

Cláudio Ramos faz texto de agradecimento à Voz do Big Brother: “Estranha sensação de gostar de alguém a quem não conhecemos o rosto”

Cláudio Ramos estreou-se como apresentador a solo na condução do Big Brother 2020, e meses depois abraçou com Teresa Guilherme o Big Brother – Duplo Impacto. Terminado o reality show, o apresentador da TVI fez um agradecimento à Voz do Big Brother, num texto publicado na TV Mais.

PUBLICIDADE

“Seria fácil elogiar alguém que trabalha connosco num dos maiores desafios profissionais da nossa vida profissional. É fácil fazer quando sentimos a pessoa, olhamos nos olhos (…) Neste caso, a coisa fica complicada porque tive desde o primeiro dia uma relação tão cúmplice e imediata com a Voz do ‘Big Brother’ que é difícil explicar porquê, porque não o conheço”.

“Não o vi uma única vez, não jantámos juntos, não almoçámos, não bebemos café… Falámos muito por voz (…) Estranha esta sensação de gostar muito de repente de alguém a quem não conhecemos o rosto”.

“Estranha esta certeza de confiar em alguém de forma imediata porque nos entra corpo adentro a certeza de que este ‘alguém’ vem para ajudar, amparar, simplificar, tornar ainda mais bonito aquilo que por si só já tem a beleza que há anos procurava. Foi assim que aconteceu comigo e o ‘Big Brother’ desde o primeiro ensaio no ‘BB 2020’ e que ficou ainda mais resistente e sólido neste ‘Duplo Impacto’”.

“Não lhe conheço o rosto, mas tem de ter um sereno; não lhe conheço os olhos, mas têm de ser grandes de quem quer ver tudo para mostrar depois ao mundo. Conheço-lhe a voz. Voz segura, determinada e bonita. Conheço-lhe a rigidez das regras, a imposição dos limites, o sentido de humor e a rapidez de raciocínio. Vai ficar-me para sempre – aconteça o que acontecer no futuro – a generosidade com que me recebeu num espaço que já era dele e o apoio que me deu no improviso de que gosto tanto”.