PUBLICIDADE

Bruno Savate arrasa Quintino Aires: “Ele não sabe mesmo o que diz…”

Bruno Savate falou aos jornalistas numa conferência de imprensa que tem dado que falar. Sabe aqui.

PUBLICIDADE

A Hiper FM esteve presente e questionou o ex-concorrente sobre a influência do exterior no seu jogo, referindo-se aos drones enviados para dentro da casa e dos gritos de Gonçalo Quinaz.

Bruno Savate afirma que não foi influenciado pelo exterior mas que o jogo foi muito influenciado pelo que era dito pelos comentadores nos programas.

“A maior influência neste jogo foi os comentadores do Extra, tomaram partidos dos concorrentes. Eles foram os maiores influenciadores do jogo. Se alguém perdeu aqui para alguém ou se alguém influenciou alguém foi os próprios comentadores que estragaram o programa em si, porque um favorecia um concorrente, outro favorecia outro concorrente, outro puxava a brasa à sardinha de outra sardinha a outro concorrente“, explicou.

“Nós somos jogadores independentes e os comentadores são os árbitros e os árbitros não têm que se pôr de um lado de uma equipa ou de outra. Os árbitros pura e simplesmente estão ali para arbitrar o jogo, para dar amarelos e vermelhos a quem tiver que o ser, e não tirar partido de um concorrente ou de outro“, acrescentou.

“A meu ver quem influenciou o jogo não foi os drones que recebi, porque se fosse os drones estava não do lado do Quinaz, mas sim contra o Quinaz, e eu pura e simplesmente segui o meu coração. E quem influenciou este jogo, infelizmente, foi os comentadores que tivemos“.

“Alguns deles, não vou referir nomes, porque os atos ficam para quem as pratica. Mas havia comentadores que me defendiam e os outros comentadores tentavam abafar esses comentadores que me defendiam, nem os deixavam falar“.

“Por exemplo um dos comentadores que, para mim, não trabalhava mais era o Quintino Aires, porque ele não sabe mesmo o que diz. Porquê? Vejam vocês os Extras…“, atirou.